Comic World

Temporada 2 - Chapter 3 - Shit happens

Ir em baixo

Temporada 2 - Chapter 3 - Shit happens

Mensagem por mary em Sex Jun 22, 2012 4:09 am

Temporada 2 – Chapter 3 - Shit happens
Quanto tempo tinha passado mesmo? Isto era pior que tortura. Há quanto tempo estava eu presa nesta cave imunda? Eu não sabia o que se tinha passado. Nem sabia o que se passava comigo. Não sabia nada, praticamente. Já não sabia o gosto do sol. Já não sabia o que era um humano. Já não sabia o que era o amor, nem o ódio. Somente raiva e desejo. Sim, porque sempre que me cheirava a sangue, eu ficava enraivecida e tinha uma louca vontade de o beber sempre, a toda a hora. Neste momento estava encostada a um canto, com as pernas encolhidas, o cabelo a tapar-me o rosto e a tremer. Não sei porque tremia. Não estava frio e mesmo que (o) sentisse, não me parecia que me fosse queixar. Talvez tremia por falta de sangue como o drogado sente quando lhe falta a heroína. Não sei.
Lembro-me de passar muito tempo com uma fita na boca que não me permitia falar. E agora quando tento dizer algo não consigo, saem apenas grunhidos e alguns sons. Nunca uma palavra. Eu não percebo porquê.
Não me lembrava de muita gente, tinha algumas vagas memórias de certas pessoas, mas não era algo que me chamasse muito a atenção. Não queria saber. Eu é que já estava farta de ali estar presa. Quer dizer, dependendo do tempo que lá estava. De vez em quando abriam a porta, e eu recolhia-me porque tinha um medo danado de luz e de pensar sair daqui, mas ao mesmo tempo queria sair. Porque apesar de ser o que sou, eu não sei o que há lá fora, não sei mais o que me espera lá fora. Não sei o que é o mundo exterior. E eu estou habituada a estar aqui (apesar de estar sempre escuro – o que também já me habituei) e de ter sempre comida. De eles me alimentarem como se eu fosse uma leoa. Sempre que penso nisso lembro-me do filme de terror REC. Em que a gaja vivia naquela espécie de sótão (sim, eu sei que ela tinha aquele bichinho dentro dela) e era tão estranha. Basicamente, eu não me preocupo com nada, só com o fato de comer. Isso sim é o que eu faço de melhor.
Não tenho culpa de como estou agora. Eu sei que já fui diferente, mas não há salvação para mim. Não é que eu odeie ser assim. Porque tenho tudo o que quero – algum conforto, teto, e comida, bastante comida (fresca). Não preciso de mais nada.
Oh meu deus, abriram a porta.
Encolhi-me logo, já a queixar-me, do ar que tinha entrado, protegendo-me com os braços e sempre resmungando com ruídos, quase que podia começar a chorar. E a luz. A luz era como uma flecha lançada contra o meu coração, não podia vê-la, era como se me queimasse.
O homem, aquele que eu tanto estava habituada a ver, desceu as escadas a rir-se e atirou para cá duas raparigas, pelos gritos que eu ouvi. Elas sentiam tanto medo. Podia senti-lo. O objetivo delas era fugir. Mas eu não ia deixar. Sorri maliciosa e deixei os meus dentes crescerem, igualmente como a saliva.
***
- Querido!!! – Gritava a Senhora Bladinova, entre choro, enquanto se ajoelhava junto do marido. Ele estava imóvel.
- Senhora, vou chamar uma ambulância. – Avisou a empregada nervosamente.
Ela não ligou, continuando a chorar o corpo morto do homem.
A empregada correu para o telemóvel. E a senhora continuou, continuou, continuou… pensando o porquê de Deus lhe dar uma vida cheia de miséria. É daquelas famílias que não tem felicidade, mas tem dinheiro. Há quem diga que o dinheiro trás felicidade, mas não neste caso.

O irmão de Tatia sentiu algo, talvez um vazio, não sabia bem explicar, mas também não ligou muito. Continuou a caminhar até a empresa que liderava juntamente com a sua namorada e um amigo.
Passou a mão pelo cabelo suspirando e perguntando-se se tudo estava bem. Claro que não estava! A irmã desapareceu, ou morreu. E já para não falar que sentia algo em relação aos pais que não estava bem, mas… encolheu os ombros e deixou a tensão afeta-lo mais. Memórias da Tatia não o paravam de afetar e o mais engraçado – não sabia porquê. Ele nunca sentira assim saudades – mas saudades daquelas em que uma pessoa é capaz de chorar – por ela.
Entrou na empresa e sorriu a todos cumprimentando-os.

Bianca estava na sala de visitas onde o barulho era constante. O seu olhar vazio e a sua pele pálida metia medo a qualquer um.
A sua visita tinha chegado. Sentou-se, trajando negro e metendo as mãos em cima da mesa, sorriu-lhe. A rapariga olhou para a sua visita e não alterou nada da sua expressão facial. As suas mãos também estavam em cima da mesa.
A visita meteu a mão tapada com uma luva, em cima da mão de Bianca. Bianca estremeceu logo de seguida.
- Obrigado por me teres ajudado independentemente de não teres feito nada. – Deu uma gargalhada sarcástica e apertou a mão da rapariga. – Ficaste muito afetada, e desculpa só poder ter vindo agora, mas tenho mais com que me preocupar. – Suspirou e encostou-se para trás. – Estou a ver que não falas.
Ela desviou o olhar continuando a olhar para o vazio e depois olhou para ele sorrindo. – Ela era uma cabra. – Depois pareceu que lhe afetaram as memórias e ela voltou a ficar com o olhar vazio…
- Fizeste o que tinha de ser feito. – Tossicou e meteu a mão outra vez em cima da dela apertando com bastante força. – Ainda vou precisar de ti, vais ter uma visita, em breve…
Ela não queria. Começou a gritar feita louca sempre olhando para a visita e mandou a mesa ao chão. Teve de vir três enfermeiros e seguranças para a segurar. A visita saiu calmamente, sem preocupações enquanto ela continuava a gritar e as lágrimas a correrem-lhe pela face.

Estava cheia. Muito cheia. Sentei-me encostada a parede, novamente, olhando para os corpos. Desfeitos. Bocados dos corpos num lado, no outro, aqui e ali… Cabeças para ali e cabeças para acolá. Suspirei profundamente como se não o fizesse à muito! Quando olhava para os corpos só via meros animais que tinham de ser extintos. Não via mais nada. Senti algo liquido a escorrer pela minha face. Mas que era aquilo? Levei a minha mão ensanguentada lá e procurei sentir o que era. Lágrimas…? Porque raio estava eu a chorar?

--
Eu depois leio todos os que me estão em falta!
avatar
mary
Cidadão
Cidadão

Barra de Respeito das Regras :

Mensagens : 364
Idade : 22
Localização : In your room! 444

Ficha do personagem
Nome: Shannon Bessi
Localização: Estados Unidos (América do Norte)
Dinheiro: 250 caps.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Temporada 2 - Chapter 3 - Shit happens

Mensagem por Ritta em Sex Jun 22, 2012 6:15 am

wow, aquilo está a afetar-lhe o psicologico todo. She's a wild one now!
Vá, pára de enrolar e deixa-nos ver como é que ela vai sair dessa cave :3
Continua!
avatar
Ritta
Cidadão
Cidadão

Barra de Respeito das Regras :

Mensagens : 138
Idade : 23
Localização : Blank File

Ficha do personagem
Nome: Margaret Silverton
Localização: Miami Dade - EUA
Dinheiro: 1250 caps

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Temporada 2 - Chapter 3 - Shit happens

Mensagem por Kheyos em Sex Jun 22, 2012 1:02 pm

"Basicamente, eu não me preocupo com nada, só com o fato de comer. Isso sim é o que eu faço de melhor."

Como eu compreendo a Tatia ahah tambem posso dizer que melhor que isso não faço :3

Keep Going ^^
avatar
Kheyos
Cidadão
Cidadão

Barra de Respeito das Regras :

Mensagens : 214

Ficha do personagem
Nome: Allen James White
Localização: Nova Iorque, Estados Unidos da América
Dinheiro: 0 Caps

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Temporada 2 - Chapter 3 - Shit happens

Mensagem por Tixa em Sab Jun 23, 2012 3:57 am

Interessante, Comer, Dormir e Defecar, parece-me uma vida de sonho. xD

Estou curiosa quanto à visita da Bianca.
avatar
Tixa
Cidadão
Cidadão

Barra de Respeito das Regras :

Mensagens : 228
Idade : 25
Localização : Na tua casa de banho

Ficha do personagem
Nome: Catriona Isabel MacKenna Pedrosa
Localização: Lisboa, Portugal, Europa
Dinheiro: 1000 caps

Ver perfil do usuário http://pordosolinvertido.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Temporada 2 - Chapter 3 - Shit happens

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum